Quem usa os produtos da Apple, como iPhone, iPad e Mac, tem em mãos os dispositivos mais seguros do mercado. Afinal, todos eles possuem avançados recursos de proteção e criptografia tanto em nível de hardware quanto de software. Porém, nem todos os sites e serviços online que acessamos oferecem esse mesmo padrão de segurança. Assim, estão ocorrendo cada vez mais vazamentos de dados, como e-mails, senhas e números de CPF. Aliás, a divulgação indevida do Cadastro de Pessoa Física é especialmente perigosa, pois permite a realização de compras e contratações de empréstimos. Tudo isso sem o conhecimento ou a permissão do titular do documento.

Por conta dessa realidade, muitos brasileiros ficam apreensivos, sem saber como proceder para descobrir se seus dados foram vazados. Porém, temos uma boa notícia: essa checagem não é difícil – e pode ser feita de forma online e gratuita. Basta conferir as dicas que a iPlace traz hoje para você!

Como checar se o seu CPF foi usado por alguém

1.     Registrato

O Registrato é um sistema administrado pelo Banco Central. Assim, reúne todas as informações de relações entre pessoas físicas e instituições financeiras. Logo, você pode usar o serviço para verificar as contas e cadastros associados ao seu CPF. Para usar o Registrato, você precisará validar o cadastro através do app do seu próprio banco. Depois, basta usar o PIN que será informado para acessar o serviço do Banco Central.

2.     Serasa

O Serasa possui duas modalidades que são muito úteis para quem está querendo checar seu Cadastro de Pessoa Física. A primeira é a consulta de CPF, que pode ser feita via site ou diretamente pelo app para iPhone. Assim, basta informar o número do documento e preencher um cadastro simples para visualizar se há alguma dívida em aberto. Já a segunda modalidade é bem mais completa, uma vez que monitora o CPF em tempo real. Ou seja, sempre que alguém consultar ou utilizar o seu documento, você será notificado. Porém, esse segundo serviço só está disponível na versão Serasa Premium, mediante pagamento de uma mensalidade.

  • SCPC

O Serviço Central de Proteção ao Crédito possui uma modalidade de consulta bastante similar à do Serasa. Aliás, o procedimento também é muito parecido. Dessa forma, você só precisa acessar o site ou o app do Boa Vista Consumidor Positivo e inserir seu CPF. Assim, após o preenchimento de um breve cadastro, será mostrado se há pendências em seu nome. Então, caso haja alguma dívida que você desconhece, é provável que os seus documentos tenham sido utilizados indevidamente.

4.     DataPrev

Além de dívidas, o CPF pode ser usado para fraudes em programas sociais se cair em mãos erradas. E isso, infelizmente, foi bastante comum durante a pandemia, quando o governo pagou o auxílio emergencial. Assim, caso suspeite de uso indevido dos seus documentos, você pode fazer uma consulta no site do DataPrev. Ali, após informar seus dados, o sistema mostrará se já existe requerimento de auxílio emergencial vinculado ao seu nome.

Para mais dicas de segurança digital, acompanhe sempre o blog da iPlace!

Foto: iStock/fizkes