Seja para trabalhar ou passar o tempo, a mesa digitalizadora é uma das melhores companhias para desenvolver suas criações. Afinal, oferece muito mais liberdade e controle de movimentos do que um mouse, por exemplo. Além disso, a partir dela foi possível revolucionar o campo das ilustrações e expandir as artes de modo mais acessível. Sobretudo em relação à distribuição e à divulgação do material, que hoje em dia é facilmente compartilhado pela internet.

A mesa digitalizadora está entre os equipamentos mais úteis para designers e entusiastas das artes gráficas em geral. Isso porque, com ela, é possível investir em criações artísticas, ilustrações, desenhos em 3D e até fazer retoques em fotos. Assim como a mesa digitalizadora, o display interativo e o iPad também se aplicam a essas atividades. Porém, cada um possui suas próprias especificidades. Então que tal conhecer as principais diferenças e semelhanças antes de fazer sua aquisição?

Mesa digitalizadora

Em primeiro lugar, é importante saber que a mesa digitalizadora é um equipamento periférico e, como tal, não funciona sozinha. Para que você possa utilizá-la para desenhar, escrever, pintar, é preciso conectá-la a outro dispositivo – como um Mac, por exemplo. Desse modo, tudo o que você cria na mesa é exibido como resultado na tela do computador. Se você nunca teve contato com equipamentos do tipo, pode até achar estranho. No entanto, isso facilita muito a visualização da arte, uma vez que sua mão ou braço nunca encobrem a tela. Além disso, como as mesas não possuem monitor próprio, costumam ser opções mais acessíveis. Logo, são perfeitas tanto para iniciantes quanto profissionais.

As mesas digitalizadoras já costumam vir de fábrica com um pacote gratuito de programas de edição para baixar. Inclusive, é o caso dos produtos da Wacom, que você encontra na iPlace. Nesse caso, estão incluídos softwares como Corel Painter Essentials, Corel AfterShot e Clip Studio Paint Pro. Além disso, você sempre pode usar sua mesa digitalizadora com programas como Photoshop e Illustrator ou outros apps de desenho.

Com conexão USB e Bluetooth, a mesa Wacom Intuos Creative oferece 4096 níveis de pressão na ponta da caneta. Assim como o modelo Wacom Intuos que, no entanto, oferece apenas a conexão USB. Apesar disso, ambas são compactas, acompanham a caneta e permitem explorar sua criatividade em outros níveis.

Display interativo e iPad

Já para quem gosta de unir mobilidade a uma experiência mais próxima do papel e da caneta, há duas opções. Assim, é possível investir tanto num display interativo quanto num iPad. Ao contrário das mesas digitalizadoras, ambos os equipamentos oferecem a possibilidade de desenhar diretamente em suas telas.

Como o próprio nome diz, o display interativo é uma tela de toque totalmente voltada à atividade de criação. Enquanto isso, o iPad é praticamente um computador e, ainda assim, muito diferente. Então, para fazer sua melhor escolha, é importante avaliar bem quais as suas principais preferências e necessidades.

Cintiq 16

Por exemplo: o Wacom Cintiq 16 é um monitor interativo equipado para ajudar você a começar sua jornada como ilustrador. Afinal, combina a clareza e o design ergonômico do HD com a supersensível caneta Pro Pen 2. Além disso, os botões programáveis dão controle imediato ao usuário e facilitam o acesso aos atalhos dos programas de edição. Com menor paralaxe, seu cursor aparece exatamente onde você esperaria.

Consequentemente, esse alto nível de precisão das coordenadas significa desenhar, esboçar e pintar de forma natural e imediata. Porém, como tudo é feito na própria tela, modelos maiores podem ser necessários conforme o tipo de trabalho. De sua parte, o Cintiq oferece tela de 15,6” e resolução de 1920 x 1080 pixels. Além disso, traz ainda porta HDMI e USB e porta para cabo 3 em 1.

iPad

Por sua vez, o iPad é um dispositivo versátil, moderno e muito leve, favorecendo a mobilidade. Ao mesmo tempo, pode ser utilizado com uma verdadeira coleção de aplicativos dedicados às artes. Sejam eles dedicados ao desenho, ao lettering, à pintura e até mesmo ao graffiti.

com o Sidecar, você pode usar o iPad como uma tela que estende ou espelha a mesa do Mac. Além disso, é possível usar o Apple Pencil para desenhar ou editar fotos em apps como Illustrator ou Affinity Photo. Como se não bastasse, você pode utilizar o iPad para ler livros, acessar a internet ou capturar fotos e vídeos. Da mesma forma, é um dispositivo perfeito para jogar, ouvir músicas, acompanhar filmes e séries e muito mais.

Agora que você conhece as potencialidades desses três dispositivos para o design gráfico, basta escolher o ideal para sua rotina. Depois, acesse o site ou visite a loja iPlace mais próxima de você para garantir o melhor negócio!

Foto: iStock/scyther5