Dois mil e vinte foi histórico para Billie Eilish, uma das maiores estrelas do pop atual. Afinal, a norte-americana tornou-se a mais jovem cantora a vencer quatro das principais categorias dos prêmios Grammy num mesmo ano. Além de “revelação”, “melhor álbum”, “melhor música” e “melhor gravação”, Billie levou o troféu de “melhor álbum de pop vocal”. Já em 2021, novamente roubou a cena ao conquistar os prêmios de “música do ano” e “gravação do ano”.

Aos interessados em conhecer a verdadeira história de ascensão e amadurecimento da artista, uma produção exclusiva aguarda no Apple TV+. Isso porque a plataforma de streaming da Apple disponibiliza o elogiado documentário “Billie Eilish: the world’s a little blurry”. Para além dos holofotes, a obra oferece um olhar profundamente íntimo sobre a jornada de uma adolescente extraordinária. Assim, repercute turnês e apresentações, é claro, mas também mostra os bastidores da fama, incluindo relações familiares e sua casa. Consequentemente, o espectador é transportado para a vida da cantora, acompanhando a criação e o lançamento do seu primeiro álbum.

Billie Eilish: um novo ícone pop

Billie Eilish conquistou o mundo tanto por seu estilo quanto pelas melodias autorais. Afinal, a jovem se destaca não apenas pela composição de letras melancólicas, como pela identidade visual bastante peculiar. Desse modo, consegue representar algo diferente do que tem sido produzido nos últimos anos na cultura pop. Aliás, para compreender adequadamente o universo único de Billie Eilish, o documentário exclusivo do Apple TV+ é a melhor opção. Isso porque a obra chega a oferecer uma sensação de registro caseiro, com momentos particulares da família e da cantora. Além disso, a trama acompanha a artista desde o sucesso do primeiro hit, “Ocean eyes”, até o Grammy 2020.

Dirigido pelo premiado cineasta R.J. Cutler, “Billie Eilish: The World’s A Little Blurry” tem duração de 2h20min. Nesse espaço de tempo, a produção consegue mostrar tanto bastidores da carreira quanto situações da vida pessoal da cantora. Inclusive, a primeira seção do documentário mostra Billie e o irmão Finneas O’Connell trabalhando no disco de estreia. Assim, são detalhadas as primeiras inspirações de ambos para algumas canções. Outro registro bacana trazido na obra é o momento de felicidade de Billie ao obter a carteira de motorista. Sem falar de sua participação no Coachella – um dos maiores festivais de música do mundo. Também estão devidamente registradas sua paixão por Justin Bieber e o relacionamento com o rapper Brandon Quention Adams (7:AMP). Aliás, as filmagens acompanham o namoro desde 2018, retratando até o coração partido da jovem quando o romance termina.

Nem tudo são flores, afinal, e o documentário demonstra bem que os aparentemente inatingíveis artistas também têm dias ruins. Além disso, Billie Eilish não tenta esconder o fato de que enfrenta os problemas de qualquer jovem da sua idade. Ao mesmo tempo, destaca a importância de viver o agora.

Apple TV+ e Apple One

Caso você ainda não tenha uma assinatura do Apple TV+, garanta já a sua por um pequeno valor mensal! Se preferir, contrate um plano do Apple One, que agrupa vários serviços da Apple por um preço único e especial. Inspire-se com a iPlace e aproveite todo o universo Apple para ampliar suas experiências de entretenimento!

Foto: Apple/Divulgação