Vai viajar com seu drone? Aprenda a registrar tudo!

Vai viajar e quer registrar tudo de forma inesquecível? Então seu parceiro ideal é um drone: inovador, ágil, versátil, ele é o equipamento certo para fazer imagens incríveis e garantir que todas as paisagens, mesmo as mais radicais, sejam fotografadas ou filmadas com qualidade.
Reunimos aqui neste post algumas dicas para o aproveitamento do seu drone ser ainda maior, e o registro da sua viagem, ainda melhor.

  • 1. Não importa a situação a fotografar, mantenha sempre o drone em uma altitude segura, ou seja, não tão longe do chão, mas também não tão próximo a pessoas ou objetos. Assim você garante a segurança dos fotografados e do equipamento.
  • 2. Antes de fazer a foto oficial, faça testes. Se você não estiver familiarizado com o drone, estas provas irão assegurar um melhor resultado na hora H. Se achar necessário, vale até tomar umas aulinhas ou pegar dicas profissionais com aquele amigo do amigo que é piloto experiente. Só não pode sair botando o drone para voar sem aprendizado algum. Ainda que pouca, a experiência neste caso melhora muito o resultado final.
  • 3. Se a foto a tirar é de um evento com muitas pessoas, use o drone somente para as imagens do todo – o público total, pequenos grupos, ambiente. Deixe as fotos de pessoas em separado, os closes e demais detalhes para câmeras de mão.
  • 4. Nunca, nunquinha, jamais use seu drone para fotos em ambientes fechados. Drone é para ar livre! Eles têm um ruído considerável e sua mobilidade requer bastante espaço para não gerar qualquer risco à segurança humana e à integridade do aparelho.
  • 5. Faça planos. Além dos testes iniciais, ter um projeto das fotos a serem tiradas é fundamental para ter um bom resultado. É claro que você não precisa ficar planejando horas e pode, sim, resolver fotografar de improviso, mas tenha sempre em mente um pequeno esboço mental de qual será a cena fotografada. Assim você conseguirá ter em mente o que deverá ser retratado e a que altura e distância o drone deverá estar para capturar tal item.
  • 6. Fique de olho na velocidade do vento. Como todo objeto voador, o drone requer cuidado com ventos muito fortes, que podem danificá-lo. Dica: use aplicativos de meteorologia, como Radar Meteorológico, AccuWeather, Tempo Vivo e Weather Channel, para melhorar sua informação sobre o dia e local das fotos.
  • 7. Se a foto for incluir pessoas, avise-as. Mesmo que seja – aliás, principalmente se for – para uma foto casual: drones chamam a atenção. Logo, assim que o equipamento estiver sobrevoando, olhares serão atraídos, e a chance de a foto sair com todo mundo olhando para o céu é grande.
  • 8. Atenção à iluminação. Assim como na fotografia com câmeras tradicionais, com drones a luz também é fator essencial, com a diferença que lá do alto há mais desafios nesta questão: você terá de cuidar a posição do sol, possíveis reflexos no solo, refrações de água e outros poréns.
  • 9. E se você é um selfie adicto, saiba que o drone é uma tecnologia nova e perfeita para este fim. O drone pode ser a resposta para aquela selfie que com o smartphone parecia impossível – ou porque deixaria alguém de fora, ou porque para incluir todos desmereceria a paisagem e por aí vai. Com o drone, basta posicioná-lo a uma altura que enquadre os participantes da selfie + o cenário desejado e pronto, registro feito. Mas, importante: lembre-se de selecionar um recorte da paisagem, não tente pegá-la inteira, sob pena de ter de distanciar o drone demais e as pessoas ficarem pequenininhas na selfie. Também use as dicas de luz deste post para este tipo de foto, assim você terá resultados muito melhores.
  • 10. Ainda falando de selfies, vamos deixar claro que o drone é seu melhor amigo neste quesito. Com ele, é muito fácil fazer uma selfie: nada de se retorcer, se esticar ou se colocar em risco. Em alguns modelos, a ativação da foto é feita até mesmo por gestos. Há, ainda, em bons drones do mercado o recurso de Active Track, que permite ao equipamento reconhecer automaticamente o alvo escolhido, seguindo-o e capturando seu movimento. Selfies incríveis, esforço mínimo.

Ok, falamos de fotos. Agora, vamos aos vídeos.

  • 1. Para criar vídeos incríveis com drones, em primeiro lugar conheça as configurações de seu equipamento. Verifique ISO, sensores, lentes e outros quesitos que são importantes para garantir um bom resultados, sem surpresas desagradáveis.
  • 2. Configure a câmera para captar a menor intensidade de ruídos possível.
  • 3. A luz também é fundamental nos vídeos. Claro que há recursos de edição, mas a liberdade de correção de cor e luz no pós-processamento da imagem é reduzida se a captação for de má qualidade.
  • 4. Defina um padrão de estilo de imagem para suas captações. Assim será mais fácil aplicar recursos para melhorar contraste e a saturação na edição.
  • 5. E falando em edição, use e abuse dos filtros. Para vídeos e para fotos, eles podem melhorar a cena captada e profissionalizar o efeito final.
  • 6. Faça muitas imagens. É sempre melhor ter material para descartar do que se arrepender por ter pego filmado pouco e, depois, perder cenas que precisam ser descartadas por qualquer razão.
  • 7. Quando possível ou necessário, voe para trás. Em condições de vento forte, por exemplo, isso diminuirá a possibilidade de as hélices aparecerem na filmagem.
  • 8. Abuse dos ângulos. Como um verdadeiro diretor de cinema, filme suas cenas a partir de diversos locais, alturas, pontos, direções de voo. Isso vai melhorar seu material para edição.
  • 9. Se possível, não use o drone para filmar ou fotografar na chuva. Gotas d’água são impossíveis de evitar, e se uma delas ficar em frente a lente, poderá arruinar sua imagem.
  • 10. Tudo filmado, é hora de editar! Faça, primeiramente, uma seleção de cenas. Só depois monte os vídeos. Desta forma você não correrá risco de cortar alguém ou algum momento importante, nem de incorrer em repetições ou exageros.

 

Boa viagem e bons voos!

There are currently no comments.