Um museu da Apple para chamar de seu

Existem muitos usuários de longa data de produtos Apple, que já tiveram diversas versões de cada dispositivo e que acompanham as novidades e os lançamentos. Porém, poucas pessoas podem dizer que têm um museu em casa. O físico e diretor de tecnologia da rede de escolas Universitário Alberto Ricardo Präss, por outro lado, é proprietário de uma coleção de computadores, notebooks e tablets com o selo Apple reunidos desde 1989, ano em que ele adquiriu o primeiro produto da marca.

Alberto

“Comecei com um Apple II em 1989. Fiquei algum tempo sem usar produtos Apple (por que não eram fáceis de ser comprados no Brasil). Recomecei com um PowerPC em 1997 e desde essa época, não parei mais”, conta. Ao longo dos anos, Alberto adquiriu vários iMacs, Powerbooks, MacBooks, iPods, iPhones e iPads. Ele conta que “atualiza” os aparelhos praticamente todos os anos, trocando ao menos alguns deles pela versão mais nova.

alberto2

Alberto explica que virou fã dos produtos Apple pelos atributos e pelas operações eficazes que encontra nos dispositivos há mais de vinte anos. “Não sou do tipo ‘fanático’, pois isso implicaria em uma certa dose de irracionalismo. Uso pela qualidade mesmo. Pela eficiência”, assegura. Além de toda essa variedade de aparelhos e hardwares, o físico garante que compra músicas, livros, filmes e revistas. “Uso todos os serviços da Apple”, completa.

“Durante 15h por dia, estou sempre trabalhando com o auxílio de algum produto Apple (iPhone, iPad, MacBook, os softwares, etc). Escrevo artigos no Macbook ou no iPad. Leio muitos livros, jornais e revistas no iPad. Uso o iPhone para e-mails, fotos eventuais, gerenciamento das redes sociais da empresa, entre outras coisas”. O professor explica ainda que costuma comparar a eficácia dos produtos Apple com os de outras marcas. “A maioria dos softwares que uso (família Adobe, por exemplo), funcionam muito melhor em Mac. Ganho tempo com isso”.

Como todo bom usuário Apple, Alberto Präss não deixa de passar na iPlace.“Costumo ir toda semana (frequento muito o Shopping Iguatemi e o BarraShoppingSul). Mesmo quando não faço compras, vou lá paquerar os lançamentos”. Ele fica indeciso na hora de eleger um o dispositivo favorito. “iPod Nano, iPhone 5, iPad 4ª Geração e MacBook me dividem. Certamente o que é mais útil no meu dia a dia é o Macbook, mas sem o iPad seria tudo mais difícil”.

O professor e dono de um museu pessoal de tecnologia ainda não tem uma Apple TV, mas já colocou no topo da lista de compras. E você: qual o produto das lojas iPlace está desejando?

There are currently no comments.