“Nós temos algo realmente emocionante para você hoje.”

Ontem o iPod fez 10 anos… O mundo não estava assistindo quando Steve Jobs subiu ao palco com “a promessa de mostrar um dispositivo inovador digital.” Não houve tantos aplausos quando ele tirou, o que ele chamou de iPod, para fora do bolso, e nenhum dos convidados gritou durante a demonstração impecável.

Ele poderia ter feito um keynote na WWDC com o lançamento do primeiro aparelho Apple não-Mac em quase uma década, mas ele escolheu um pequeno auditório da Câmara Municipal. Seu entusiasmo era grande… não tão grande quanto no lançamento do iPhone em 2007… mas dava pra notar a felicidade.

“Um pensamento ocorreu-nos no final do ano passado… E se alguém construir um dispositivo que pode levar vantagem de saber tudo sobre iApps e conseguir um nível de integração que ninguém nunca tenha alcançado antes?”

Ele passou a falar sobre como os consumidores “confiam na Apple para obter aparelhos eletrônicos” e como o “ultra-portátil” iPod é “mais leve que a maioria dos telefones celulares que estão em seus bolsos.” Ele demonstrou “um avanço em interfaces de usuário” e como a “lendária facilidade de uso da Apple” tinha sido aplicada a um dispositivo de eletrônicos de consumo. Ele tocou a música, contou piadas, cantou junto… assistiu com orgulho como cerca de 220 músicas foram carregadas em pouco menos de 2 minutos. “Boom”.

E o mais impressionante, fez a plateia ver a sincronização, com todos admirados! Depois, o tradicional vídeo de apresentação do produto, onde o Phil Schiller estava 10 anos mais novo e o Jony Ive do mesmo jeito que hoje… depoimentos do Moby, Steve Harwell do Smash Mouth e o Seal.. o Moby fala que vai ter que roubar o protótipo.. segue o Link dos vídeos.

Steve sabia que o iPod iria gerar uma geração de dispositivos inteligentes o suficiente para falar de volta para você, que o iTunes se tornaria o iTunes Music Store com um catálogo de 20 bilhões de músicas, filmes , livros e programas de TV… Os presentes podem ser perdoados por não conseguir ver o iPod como mais do que um gadget de nicho, caro, que preencheu uma necessidade bem limitada pra época. Ninguém poderia ter compreendido a enormidade do que tinham acabado de ver. Exceto Steve.

“Eu não acho que outra empresa poderia fazer isso – trazer o projeto de hardware, o design industrial, o projeto de software de aplicação… tudo sob um mesmo teto para ser capaz de criar um produto como este. É muito surpreendente. ”

Certamente haverão outras descobertas da Apple. Mas nada será tão inesperada e extraordinária como quando fomos apresentados ao iPod, um player de música digital portátil, que abriu as nossas mentes para possibilidades fantásticas.

Novamente, quem quiser dar uma olhada no Keynote, segue o Link. Vale a pena.

E se você ainda não tem seu iPod, clique aqui, ou passe na iPlace mais próxima!

There are currently no comments.